• Sobre 320.000 Anos
  • Contato

 

A MAIOR PRISÃO É AQUELA QUE OS DETENTOS PENSAM QUE SÃO LIVRES E INTELIGENTES: HUMANOS.

Este vídeo não é novidade para muitos, porém ele complementa algumas peças para alguns que precisam assistir este vídeo. Ela fala na entrevista sobre o que ela constatou pessoalmente, e a situação é muito mais complicada, pois isso já ocorre há 320.000 anos. A denominação de Karen Hudes para “homo capensis” é uma variante para nomear os controladores.

Simplificando, no topo do controle estão os “anunnaki” da embarcação que não é um planeta, conhecida como Nibiru (reptilianos), draconianos, draco-reptilianos, insectoides, zetas reticuli (aparência grey), greys híbridos (desenvolvidos pelos anunnaki), e mais algumas raças que colaboram. Outras têm permissão para pesquisas, e outras que têm permissão para se divertir com os humanos e também se alimentarem de sua carne.

Quem é Karen Hudes?
Kares Hudes estudou Direito na Yale Law School e Economia na Universidade de Amsterdam. Para além disso, Hudes trabalhou dentro do US Export Import Bank dos Estados Unidos entre 1980 a 1985, e no Departamento Legal do Banco Mundial entre 1986 a 2007. Ela fundou o Non Governmental Organization Committee da International Law Section da American Bar Association, o Committee on Multilateralism, e o Accountability of International Organizations do American Branch of the International Law Association.
Enquanto conselheira do banco Mundial, ela teve a coragem de denunciar todo o sistema sem medo de dizer quem estava no topo: segundo ela, a raça que ela denomina “homo capensis”.

Compartilhar
error:
×