• Sobre 320
  • ASSINATURAS
  • Contato
  • Temas
  • ASSINATURAS
  • Contato

Uma senha sera enviada para seu e-mail

A aliança Putin/Trump contra a cabala bancária maçônica globalista

A razão pela qual Vladimir Putin não autorizou a desnazificação da Ucrânia a anos atrás é principalmente uma. Ele não pôde fazer nada em 2014 porque era a época do governo Obama que esperava um movimento de Putin para poder desencadear uma guerra do bloco euro-atlântico contra a Rússia. Ele não poderia fazê-lo sob o governo Trump porque Putin sabia que o presidente dos EUA estava no olho da tempestade do golpe Spygate (Russiagate).

Se Putin tivesse lançado sua operação especial, Trump teria sido acusado de “cumplicidade” e “traição” por dar liberdade ao presidente russo na Ucrânia. Putin tem esperado pacientemente pelo momento oportuno que é exatamente esse. No Kremlin eles sabem perfeitamente que a Casa Branca não é atualmente governada pelos lobbies atlantistas de Washington. Eles sabem que agora o governo dos EUA está em um limbo onde os militares leais ao verdadeiro comandante e chefe, Donald Trump, estão governando o país.

Esta é a razão pela qual Putin escolheu agora libertar a Ucrânia. O que estamos vendo agora são as consequências de uma aliança entre Trump e Putin que começou desde que Trump se tornou presidente. Uma aliança que nunca parou e tem se consolidado cada vez mais nos últimos dois anos.

Os militares russos descobriram laboratórios biológicos operados pelos EUA na Ucrânia enquanto conduziam uma operação especial no país.

Robert Pope, diretor do Programa Cooperativo de Redução de Ameaças e autor da ideia do Depósito Central de Microrganismos Altamente Perigosos em Kiev.

Em sua declaração de 10 de abril de 2022, Pope disse que “… não há razão para afirmar que pesquisas relacionadas ao desenvolvimento de armas biológicas estão ocorrendo na Ucrânia…”. Ele afirmou anteriormente que “…os americanos não encontraram armas biológicas quando começaram a trabalhar com a Ucrânia, e ainda não encontraram. Além disso, a Ucrânia carece de infraestrutura para desenvolver e produzir armas biológicas…”.

Gostaria de lembrar que o termo “armas biológicas” inclui formulações biológicas que contêm microrganismos patogênicos e toxinas, bem como os meios de entrega e uso dessas formulações.

Enquanto a prioridade para a saúde ucraniana são doenças socialmente significativas como HIV, poliomielite, sarampo e hepatite, os clientes dos EUA estão interessados ​​em uma nomenclatura completamente diferente: cólera, tularemia, peste e hantavírus.

Como resultado da operação militar especial no território da Ucrânia, foram revelados fatos de trabalho com os patógenos especificados, que são potenciais agentes de armas biológicas. Ao mesmo tempo, observou-se que a Ucrânia havia enviado um pedido à empresa fabricante sobre a possibilidade de equipar os drones Bayraktar com equipamentos de aerossol.

Além disso, em 9 de março, três veículos aéreos não tripulados equipados com contêineres de 30 litros e equipamentos para pulverização de formulações foram detectados por unidades de reconhecimento russas na região de Kherson. No final de abril, mais 10 foram encontrados perto de Kakhovka.

Toda esta informação põe em causa as declarações de especialistas americanos. Anteriormente, fornecemos um esquema para a coordenação dos EUA de laboratórios biológicos e institutos de pesquisa na Ucrânia. Sua análise preliminar sugere que a Ucrânia é essencialmente um campo de testes para o desenvolvimento de componentes de armas biológicas e o teste de novas amostras de produtos farmacêuticos.

 

 

 

Compartilhar
error:
×